sábado, 9 de maio de 2015

Muito prazer, sou Ana

Olá, graça e paz!
Como estamos perto do dia das mães quero compartilhar com vocês uma história conhecida, porém do meu ponto de vista.
Acredito que muitos ou senão, a maioria a conhecem, Ana a mãe de Samuel.




Minha história você a pode lê em 1 Samuel 1. Eu vivi na época dos juízes, aproximadamente 1170 a.C.
Meu nome significa "graciosa", eu era mansa, amável,embora escondesse uma grande tristeza.
Em nosso tempo, os homens podiam ter outras esposas, embora creio que não do total agrado do Senhor.
Eu amava muito meu esposo Elcana, e ele tinha uma outra esposa, Penina.
Por permissão do Senhor eu era estéril, isso era em meu tempo o pior pesadelo para uma mulher. Toda menina já nasce com o sonho de ter seus filhos, gerar uma vida.
Por não poder gerar filhos, Penina, a outra esposa de Elcana zombava de mim. Ali ela achou seu trunfo, claro que duas mulheres dividindo o amor de um mesmo homem, se uma se achasse superior a outra em algum aspecto, seria certo que essa zombaria aconteceria.
Mesmo com aquela tristeza toda eu sabia que Elcana me amava.
Todos os anos íamos para Siló, para adorar e oferecer sacrifícios a Deus.
Em uma dessas "idas" ele me pegou chorando escondido e com todo amor me disse:"Ana, por que choras? Por que não comes? E por que está mal o teu coração? Não sou melhor pra você que dez filhos?"
Por mais que ele me amasse, sendo homem ele não conseguia imaginar minha dor de não poder gerar um filho.
Mas como já se esgotara todas minhas expectativas fui para a casa do Senhor o adorar, mesmo com o coração ferido pelas palavras de Penina, por seus insultos, fui adorar.
Chegando lá me derramei em lágrimas, eu sabia que o choro aliviava minha alma, mas não me trazia resposta.
Sem pressa me apresentei ao Senhor em oração, meu coração ardia, minha alma se rendeu.
Fiz ali um voto ao Senhor, se Ele me desse um filho homem, eu o devolveria ao Senhor.
As palavras já não saiam, somente meus lábios se moviam,sem qualquer som.
Eli nosso sacerdote me repreendeu, achou que estava embriagada, eu poderia com rispidez o responder, mas ele não tinha culpa do meu sofrimento. Logo em seguida me abençoou, sem indagar ou questionar o meu sofrimento.
Sai dali crendo que algo estava sendo liberado pra mim. Aquela tristeza já não estava comigo. Me levantei, consegui me alimentar, e Elcana percebeu a mudança.
Fomos pra casa, engravidei!!!!!!!
Estranho oferecer a Deus algo que você não tem ainda, não é?
Isso é fé.
Então Samuel nasceu, era lindo aquele menino, então assim que parei de amamentá-lo fui ao templo entregá-lo ao Senhor. O Senhor já tinha propósito em minha esterilidade, assim como tem em algo que você esteja passando hoje.
O Senhor tinha propósitos na vida de Samuel, se tornaria em um grande profeta e ungiu dois reis de Israel. Ainda depois tive mais 5 filhos e fui muito feliz com meu esposo.

Consegue extrair algo pra sua vida?

Independente de qual seja sua esterilidade, o Senhor tem propósitos mesmo na sua dor.
Jamais perca sua fé, ela que te levará a adorar.
Talvez sua dor seja com um filho já crescido, um marido não tão bom como deseja, uma enfermidade. 
Seja qual for se entregue ao Senhor pela oração, com a ajuda do Espírito Santo. No tempo certo de Deus, sua benção virá. Sei que dói esperar pelo tempo do Senhor, eu provei isso. Mas espera nenhuma será dolorosa quando você começa pela fé a enxergar a benção.
Deus te abençoe mulher
Feliz dia das Mães!

6 comentários:

  1. Ana mesmo na sua amargura ela foi uma mulher insistente pois todos os anos subiam ate o templo ate que Deus lhe deu a vitoria. Assim devemos ser nos em nossos dias mesmo na amargura ou luta devemos insistir ate que Deus nos de a vitoria, esta historia de ana serve tanto para o mulher quanto para homem , mas como e para o dia das maes Desejo a todas elas um feliz dia das Maes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade irmão Denilson, é uma história que nos ensina, tanto mulheres quanto homens.
      Deus te abençoe.

      Excluir
  2. Ana estava aflita por causa de uma situação aparentemente irreversível, mas ela colocou sua confiança em Deus e derramou seu coração aflito diante Dele e alcançou a benevolencia do Senhor.
    Assim é conosco também, não há problemas difíceis para Deus. Por isso “Lançai sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós”. (1 Pedro 5:7)

    Feliz dia das mães para você Van e para todas as mamães.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Neiva pela visita no Cantinho.
      Bjos.

      Excluir
  3. Boa tarde amada. Ainda há pouco falava de Ana; com minha filha e por incrível que pareça venho visitar seu blog e me deparo com o tema; que por sinal é maravilhoso. Pois servimos ao Deus do impossível, quando tudo parece que acabou, Ele entra com providência e o milagre acontece.
    Gostei muito do seu blog e peço desculpas pela demora, mas estava impossibilitada (de cama com uma gripe tremenda), quero agradecer-lhe pela visita encantadora e dizer que também já estou te seguindo.
    Que Jesus te abençoe ricamente. Paz seja contigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Célia pela visita e comentário, espero que já tenha se recuperado, bjos!

      Excluir